domingo, 29 de agosto de 2010

Son Volt


Steve Huey biografou a banda para o site allmusic, em texto que segue, vertido livremente do inglês.
Depois da turnê de divulgação da sua obra-prima de 1993, "Anodyne", a seminal banda de alternative country Uncle Tupelo partiu-se em dois, devido às diferenças criativas entre os co-líderes Jay Farrar e Jeff Tweedy. Tweedy recrutou boa parte da banda para formar a Wilco, enquanto Farrar se uniu com o baterista original da Tupelo, Mike Heidorn, para formar a Son Volt, mais ciosa em cultuar a tradição da Tupelo. Completada pelos irmãos Jim (baixo) e Dave Boquist (guitarra, banjo, violino, violão de aço), a banda assinou com a Warner Bros e lançou seu álbum de estréia, “Trace”, em 1995. O disco foi recebido com ótimas resenhas pela maioria dos críticos musicais, oferecendo um conjunto de canções fortes, sutis, principalmente músicas country tradicionais relaxantes, folk e rock de raiz. O single “Drown” foi bem sucedido nas rádios universitárias e roqueiras, e posteriormente a banda recrutou o seu quinto membro não oficial, Eric Heywood (bandolim, pedal steel), para o seu segundo disco, “Straightaways”, de 1997.
Enquanto “Straightaways” trilhou caminho semelhante a “Trace” e novamente recebeu críticas positivas, alguns encontraram uma regressão criativa por parte de Farrar, e, apesar de “Wide Swing Tremolo”, de 1998, ter sido um trabalho mais no estilo hard rock, a falta de apoio crítico para o grupo continuou. A banda acabou fazendo uma parada não oficial (boatos de sua separação foram negados), e Farrar estreou como artista solo em 2001 com “Sebastopol”, colocando mais dúvida sobre o futuro da Son Volt. Farrar continuou com sua carreira solo em 2002 e 2003, e, em 2005, a Rhino lançou uma coletânea da Son Volt, chamada “Retrospective: 1995-2000”. Mas a banda não havia terminado. Farrar reavivou-a em julho de 2005, com a emissão de “Okemah And The Melody Of Riot” (Legacy). Para o álbum, gravado em St. Louis, Farrar foi acompanhado pelo baterista Dave Bryson, o baixista Andrew DuPlantis e o ex-guitarrista da Backsliders, Brad Rice. “The Search” chegou no início de 2007, seguido por “American Central Dust”, em 2009.
Maiores informações sobre a banda podem ser encontradas no seu site.

As fichas dos discos foram retiradas dos sites allmusic e Discogs.

Discos, por ordem de lançamento:



(1995) Trace


1. Windfall (2:58)
2. Live Free (3:14)
3. Tear Stained Eye (4:21)
4. Route (3:57)
5. Ten Second News (3:57)
6. Drown (3:20)
7. Loose String (3:48)
8. Out Of The Picture (3:50)
9. Catching On (4:02)
10. Too Early (4:29)
11. Mystifies Me (4:12)
(Todas as músicas foram compostas por Farrar, exceto “Mystifies Me”, de autoria de Ron Wood)

Personnel:
Jay Farrar: Vocals, Guitar
Mike Heidorn: Drums
Dave Boquist: Guitar, Banjo, Fiddle, Guitar [Lap Steel], Acoustic Guitar [Dobro]
Jim Boquist: Bass, Backing Vocals
Eric Heywood: Guitar [Pedal Steel]
Craig Krampf: Drums (track 2)
Dan Newton: Accordion (track 10)
Marc Perlman: Bass (track 11)






(1997) Straightaways


1. Caryatid Easy (4:43)
2. Back Into Your World (3:45)
3. Picking Up The Signal (3:45)
4. Left A Slide (5:10)
5. Creosote (4:12)
6. Cemetery Savior (3:12)
7. Last Minute Shakedown (4:03)
8. Been Set Free (4:33)
9. No More Parades (3:19)
10. Way Down Watson (3:42)
(Todas as músicas foram compostas por Jay Farrar, exceto “Been Set Free”, de autoria de Jay Farrar e M. Farrar)

Personnel:
Jay Farrar: Vocals, Guitar, Organ, Harmonica
Mike Heidorn: Drums
Dave Boquist: Guitar, Fiddle, Banjo, Guitar [Lap Steel]
Jim Boquist: Bass, Backing Vocals
Eric Heywood: Guitar [Pedal Steel], Mandolin
Pauli Ryan: Tambourine






(1998) Wide Swing Tremolo


1. Straightface (3:05)
2. Driving The View (2:59)
3. Jodel (0:40)
4. Medicine Hat (4:13)
5. Strands (5:05)
6. Flow (2:18)
7. Dead Man’s Clothes (2:47)
8. Right On Through (3:08)
9. Chanty (1:28)
10. Carry You Down (3:27)
11. Question (4:00)
12. Streets That Time Walks (5:23)
13. Hanging Blue Side (3:42)
14. Blind Hope (3:17)
(Todas as músicas foram compostas por Farrar)

Personnel:
Jay Farrar: Vocals, Guitar, Dulcimer, Harmonica, Piano, Electric Piano, Keyboards [Chamberlain]
Mike Heidorn: Drums, Percussion
Dave Boquist: Guitar, Guitar [Lap Steel], Fiddle, Viola
Jim Boquist: Bass, Backing Vocals, Guitar [Slide] (track 4), Piano (track 7)
Eric Heywood: Guitar [Pedal Steel] (tracks 13, 14)
Dave Barbe: Rattle [Kenyan] (track 13)






(2005) A Retrospective: 1995-2000


1. Drown (Farrar) 3:21
2. Windfall (Farrar) 2:59
3. Route (Farrar) 3:59
4. Rex’ Blues [Performed by Jay Farrar & Kelly Willis] (Van Zandt) 4:39
5. Looking At The World Through A Windshield (Chestnut, Hoyer) 3:08
6. Too Early (Farrar) 4:21
7. Back Into Your World (Farrar) 3:45
8. Picking Up The Signal (Farrar) 3:46
9. I’ve Got To Know (Guthrie) 4:43
10. Creosote (Farrar) 4:12
11. Straightface (Farrar) 3:04
12. Tulsa County (Polland) 2:53
13. Driving The View (Farrar) 3:00
14. Ain’t No More Cane (Ledbetter) 4:51
15. Flow (Farrar) 2:21
16. Holocaust (Chilton) 5:29
17. Tear Stained Eye [Four Track Demo] 3:28
18. Loose String [Four Track Demo] 3:48
19. Medicine Hat [Live - Acoustic Cafe] 4:18
20. Open All Night (Springsteen) 3:46
(Convém esclarecer que não se trata de uma simples coletânea de músicas dos discos anteriores da banda, já que há várias canções inéditas)

Personnel:
Jay Farrar: Vocals, Guitar, Dulcimer, Harmonica, Keyboards
Mike Heidorn: Percussion, Drums
Dave Boquist: Guitar, Banjo, Dobro, Violin, Lap Steel Guitar
Jim Boquist: Bass, Piano, Backing Vocals
Eric Heywood: Pedal Steel
John Maloney: Drums
Dan Newton: Accordion
Kelly Willis: Vocals






(2005) Okemah And The Melody Of Riot


1. Bandages & Scars (3:23)
2. Afterglow 61 (2:48)
3. Jet Pilot (3:12)
4. Atmosphere ( 3:50)
5. Ipecac (3:29)
6. Who (4:02)
7. Endless War (4:25)
8. Medication (5:00)
9. 6 String Belief (3:16)
10. Gramophone (3:09)
11. Chaos Streams (3:52)
12. World Waits For You (4:08)
13. World Waits For You [Reprise] (1:56)
(Todas as músicas foram compostas por Farrar)

Personnel:
Jay Farrar: Vocal, Guitar, Piano, Harmonica
Dave Bryson: Drums
Brad Rice: Guitar
Andrew Duplantis: Bass, Backing Vocals
Mark Spencer: Backing Vocals (track 6), Steel Guitar [Slide] (track 8), Dulcimer [Slide] (track 8), Organ (track 10)
John Horton: Steel Guitar [Electric Slide] (track 12)
Eric Heywood: Steel Guitar [Pedal] (track 12)






(O disco não tem capa; a imagem acima serve apenas para ilustrar a postagem)
(2005) Live At 9:30 Club [Washington, DC] (Bootleg)


1. Who (3:58)
2. Bandages And Scars (3:35)
3. 6 String Belief (3:12)
4. Atmosphere (4:08)
5. Gramophone (3:21)
6. Medicine Hat (4:02)
7. Back Into Your World (3:54)
8. Joe Citizen Blues (4:34)
9. Damn Shame (2:56)
10. Feel Free (3:17)
11. Barstow (3:44)
12. Loose String (3:55)
13. Chaos Streams (3:51)
14. Live Free (3:24)
15. Picking Up The Signal (3:51)
16. Jet Pilot (3:05)
17. Endless War (4:36)
18. Route (3:54)
19. Caryatid Easy (4:52)
20. World Waits (6:13)
21. Tear Stained Eye (4:41)
22. Driving The View (3:11)
23. Medication (7:02)
24. Drown (3:33)
25. Afterglow 61 (2:48)
26. Windfall (3:17)
27. Armagideon Time (4:56)
28. Chickamauga (6:02)
(Todas as músicas foram compostas por Farrar, exceto “Armagideon Time”, de autoria de Jackie Mittoo e Willy Williams)

Personnel:
Jay Farrar: Vocals, Guitar
Dave Bryson: Drums, Percussion
Chris Frame: Guitar
Andrew Duplantis: Bass, Backing Vocals
Derry De Borja: Keyboards






(2007) The Search


1. Slow Hearse (2:32)
2. The Picture (3:27)
3. Action (2:48)
4. Underground Dream (4:32)
5. Circadian Rhythm (5:02)
6. Beacon Soul (2:31)
7. The Search (2:59)
8. Adrenaline And Heresy (5:05)
9. Satellite (2:14)
10. Automatic Society (2:26)
11. Methamphetamine (4:02)
12. L Train (2:58)
13. Highways And Cigarettes (3:54)
14. Phosphate Skin (3:52)
(Todas as músicas foram compostas por Farrar)

Personnel:
Jay Farrar: Vocals, Guitar, Piano, Bouzouki [Electric]
Dave Bryson: Drums, Percussion
Brad Rice: Guitar [Electric, Baritone, E-bow], Sitar [Electric]
Andrew Duplantis: Bass, Backing Vocals
Derry De Borja: Piano, Organ, Keyboards
Chris Deusinger: Saxophone (track 2)
Keith Moyer: Trumpet (track 2)
Shannon McNally: Acoustic Guitar [Acoustic Nashville Guitar] (track 11), Backing Vocals (track 13)
Eric Heywood: Guitar [Pedal Steel] (tracks 11, 13)






(2009) American Central Dust


1. Dynamite (2:49)
2. Down To The Wire (4:19)
3. Roll On (3:10)
4. Cocaine And Ashes (4:31)
5. Dust Of Daylight (3:07)
6. When The Wheels Don’t Move (3:21)
7. No Turning Back (3:35)
8. Pushed Too Far (4:25)
9. Exiles (4:22)
10. Sultana (3:48)
11. Strength And Doubt (3:35)
12. Jukebox Of Steel (2:56)
(Todas as músicas foram compostas por Farrar)

Personnel:
Jay Farrar: Vocals, Acoustic Guitar, Piano, Steel Guitar [Acoustic Lap]
Dave Bryson: Drums, Percussion
Chris Masterson: Guitar [Electric], Steel Guitar [Lap], Acoustic Guitar, Backing Vocals
Andrew Duplantis: Bass, Backing Vocals
Mark Spencer: Keyboards, Steel Guitar [Pedal, Lap, Acoustic Lap], Backing Vocals
Eleanor Whitmore: Violin, Viola


13 comentários:

Aasgeier disse...

Banda muito boa, valeu e obrigado.

dugabowski disse...

Nós que agradecemos o comentário, Aasgeier. Um abraço.

Anônimo disse...

Não é à toa que o Collective saiu do meu favoritos e virou minha página inicial. É para não perder essas coisas...

Edson

dugabowski disse...

Obrigado, Edson. Tu nem faz idéia como as tuas palavras nos incentivam a prosseguir nesse trabalho de compartilhamento, procurando sempre melhorar a cada postagem. Um grande abraço.

Ed disse...

oooopaaa... muita coisa boa aqui prá baixar Duga. Completando os que não tenho. Muito boa a coleção.
Abraços,

Anônimo disse...

legal o post , que tal a discografis do Jason & The Scorchers, tanx.

dugabowski disse...

Ed, obrigado pelo comentário. Aproveitando o ensejo: te mandei um e-mail há poucos dias, mas acho que tu não recebeste. É a respeito do disco Deliverance, da banda You Am I. Tu tens? Abraços.

dugabowski disse...

Anônimo, obrigado pelo comentário. Vamos considerar o pedido da discografia da Jason & The Scorchers. Tens algum material? Um abraço.

Anônimo disse...

Sempre costumo experimentar as recomendações de pessoas que possuem uma bagagem maior que a minha. Aprendi muito e fiquei conhecendo muita coisa que nem imaginava existir, no entanto, nem sempre a química auditiva é real e em relação a esses jovens músicos a coisa não foi satisfatória, o que não impede que eu continue a experimentar o que surge de novo neste imenso mar chamado rock. Um abraço e até uma próxima audição. Marcos

dugabowski disse...

É isso aí, Marcos, obrigado pela opinião sincera. Infelizmente, não podemos agradar sempre. Quem sabe no próximo post... Um abraço.

Marcílio disse...

Ótimo blog. Layout perfeito, e com links funcionando. Além do acervo de alta qualidade, claro.
Estão de parabéns, Colletive Collection.

Ser da Noite disse...

Valeu, Marcílio.
Obrigado pelo comentário.
[ ]s

Gonzalo Nava disse...

Link not......=( please please!!!!!